A história do Kama Sutra: por que, quando e onde surgiu este livro milenar?

O que vem à mente quando falamos Kama Sutra? Sexo provavelmente é a primeira palavra a surgir entre os seus pensamentos, não é verdade? Embora seja correto afirmar que o tema principal deste livro é a “arte do amor”, engana-se quem pensa que o Kama Sutra é simplesmente um manual de posições sexuais — ele vai muito além.

Muitas obras foram baseadas ou usam este livro como inspiração em seus enredos. O filme Kama Sutra (1996), dirigido por Mira Nair é um exemplo notório. No Brasil, a escritora Glória Perez soube se aproveitar bem da popularidade da obra em sua novela Caminho das Índias (2009).

Entretanto, a maioria desses trabalhos focam apenas em algumas características do livro, deixando de fora sua origem histórica e seu contexto religioso. Quer entender mais? Confira este post até o final!

Quando e onde o Kama Sutra foi escrito?

O Kama Sutra é uma obra oriunda do oriente, vinda da populosa Índia. Acredita-se que os manuscritos originais tenham sido escritos há mais de 2000 anos, ainda no século IV a.C. Já por volta de 100 e 400 d.C., o sábio hindu Vatsyayana fez uma compilação deste material em forma de livro, sendo traduzido para o inglês em 1883, pelo linguista Richard Burton.

Por que o Kama Sutra foi escrito?

Essa obra foi produzida com intuitos religiosos. Sim, por mais que seja difícil relacionar prazer, sexo e religião em diversas crenças, o hinduísmo trata isso de forma diferente.

A palavra Kama significa amor, prazer, satisfação. É um dos 3 pilares da religião hindu, em conjunto com Dharma, relacionado à moral e virtude, e Artha, que trata dos bens materiais. Já Sutra tem tradução literal de “linha que mantém tudo junto”.

Porém, no contexto do livro, a palavra foi usada no sentido de guia ou manual.

Assim, o livro foi escrito como um passo a passo, com dicas e receitas para ajudar na aquisição e melhoria do Kama, importante aspecto da vida de um hindu.

Qual é o conteúdo do Kama Sutra?

Posições

Vatsyayana, o autor do livro, descreve um total de 529 posições sexuais — das mais fáceis até algumas quase impossíveis de serem praticadas. Um pouco exagerado, não acha? Fica até difícil imaginar essa variedade toda de posições.

Dicas para apimentar a relação

Além das posições sexuais, o livro dá dicas para aumentar a temperatura da relação sexual, citando técnicas como mordidinhas, tapinhas e até unhadas.

Arrumação da casa

O Kama Sutra também trata do ambiente onde o sexo acontece, dando dicas de arrumação, como uso de perfumes e incensos, por exemplo.

Tipos de beijo

O beijo é uma parte importante do ato sexual e de qualquer relação amorosa, não é mesmo? O livro reconhece isso e traz uma lista com vários tipos de beijo: curvado, virado, pressionado, entre muitos outros: são 40 no total.

Condutas sociais

Boa parte do livro é focada em aspectos sociais que envolvem sexo e relacionamento. Podemos citar, por exemplo, os trechos que ensinam o homem a procurar uma esposa ideal e também técnicas de sedução e conduta para ser uma pessoa atraente.

E aí? Ficou curioso? A leitura do Kama Sutra é sim uma experiência interessante e, mesmo que você não vá praticar todas as 529 posições, pode aprender muito sobre a cultura e formas de pensar daquela época.

Agora, que tal seguir nossas redes sociais e acompanhar conteúdos interessantes como este? Postamos aqui no blog semanalmente e estamos presentes no Facebook e Instagram.

Ultimas do blog

Gostaria de mais informações?