Quando a relação vence

Por mais que digam o contrário, construir laços afetivos e profundos ainda é uma forte aspiração do ser humano. Por essa razão é que o casamento continua sendo um compromisso em alta, uma alternativa apreciada por um grande número de pessoas no mundo todo. O artigo de hoje tem o propósito de contribuir para que qualquer relação afetiva entre duas pessoas continue perdurando e seja acima de tudo, motivo de felicidade para os casais.

convivência a dois tem momentos felizes e de muito romantismo, mas nem tudo são flores. E aí basta um motivo, por menor que seja, para começar uma discussão. Você sabe o que desgasta o seu relacionamento?

A clínica Sexestima vai ajudar a identificar comportamentos que minam uma relação.

Primeiro exemplo; nada de comparações.

Um erro bem comum que pode acabar em briga é comparar seu parceiro com outras pessoas. Se você não gosta desta ou daquela característica do seu companheiro, se alguma atitude incomoda, não faça comparações. Apenas seja direto e diga que determinada atitude não lhe agrada. A melhor ferramenta para quebrar os muros construídos por uma discussão é o diálogo. Converse pacificamente. Afinal, todos temos defeitos.

Admita seus erros;

Pode acontecer de nos atermos apenas as falhas do parceiro. Porém, é sempre importante ser capaz de reconhecer seus próprios erros. Respire fundo e procure admitir que você sabe que também se enganou. Abrir esse espaço de autoanálise irá ajudar você a manter-se racional e, também, fará com que seu parceiro perceba que você não está querendo brigar, apenas encontrar a solução para o conflito.

Alguém tem que ceder;

Muitas brigas no relacionamento também poderiam ser contornadas se as vontades de ambos fossem compartilhadas. A vontade de um ou de outro não deve prevalecer todas às vezes. Alguém sempre vai ter que ceder. Tentar impor as coisas transforma o relacionamento em uma disputa de “cabo-de-guerra”. No final os dois são vencidos pelo cansaço e ninguém leva a melhor. Recue se necessário. Como? Domine seu orgulho, vaidade e seja generoso. Faça como o poeta Ferreira Goulart: “Não quero ter razão, eu quero é ser feliz”.

A importância de ouvir um profissional

A separação pode acontecer por uma inabilidade do casal em resolver conflitos. Muitas vezes ouvimos somente o que queremos e interpretamos de forma distorcida situações que de alguma forma não são convenientes aos nossos interesses. Quando esta realidade acontece e não há mais diálogo saudável entre os parceiros, é importante que seja dado espaço na relação para o trabalho de um (a) terapeuta de casal.

Este (a) profissional possibilita a reconstrução das situações vivenciadas em casal, revendo crenças que cada um tem em relação ao matrimônio. Dessa forma a (o) terapeuta de casal contribui para o ajuste da vida a dois e melhora a qualidade da relação, com o objetivo sempre de que no final: a relação vença.

 

Créditos:

Quando a relação vence foi um texto escrito por nosso colunista Bruno Bjota

Leia mais em nosso site ou entre em contato para marcar uma consulta com a Terapeuta de Casal Mônica Santos

Ultimas do blog

Gostaria de mais informações?