Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Sexo e comunicação: por que essa dupla é tão importante?

Dicas para apimentar a relação

Cercado por um tabu milenar, o sexo continua, ainda nos dias de hoje, um assunto pouco debatido e trabalhado. 

Isso acontece na família, com a educação dos filhos, na escola, com a educação sexual e, por incrível que pareça, também com casais de todas as idades. 

No entanto, comunicação e sexo são parceiros, e quantos mais próximos, melhor o resultado para todos. Confira nosso texto para entender mais sobre o assunto. 

Sexo não é apenas físico

A importância da comunicação para o sexo começa ainda na parte da atração, já que nessa fase estamos descobrindo sobre a outra pessoa. 

A troca de ideias, experiências e histórias criar uma sinergia entre dois seres humanos, podendo fazer brotar diversos sentimentos, como carinho, empatia e desejo. 

Deve-se deixar claro que a experiência sexual envolve todos nossos sentidos e emoções, sendo esses os responsáveis pelas respostas do nosso corpo. 

Assim, problemas de comunicação podem resultar em experiências insatisfatórias na cama, gerando frustração e crise. 

Intimidade significa compartilhar 

Ter relações sexuais não significa necessariamente ser íntimo com outra pessoa.  

A intimidade requer passos mais complexos em que a comunicação é o mecanismo central para fazer as outras peças funcionarem. 

Na prática, isso significa ser sincero sobre preferências, desejos, fantasias, gostos e também sobre medos e inseguranças. 

Um diálogo aberto entre um casal cria um espaço confortável para experiências sexuais transformadoras e satisfatórias para ambos. 

Além do mais, conversas desse tipo refletem positivamente na vida a dois de forma geral, aumentando a proximidade e interação. 

Assim, invista tempo expressando-se para o outro e também buscando descobrir sobre o seu parceiro ou parceira. 

Respeitar os limites é essencial 

A comunicação aberta pode trazer dilemas quando as preferências e desejos de um atravessam os limites e vontades do outro. 

Nessa hora deve-se usar do bom senso e compreensão para chegar a uma solução favorável aos dois. 

Afinal, todo relacionamento envolve um pouco da matemática de renúncias: “eu abro mão um pouco aqui e você um pouco lá”. 

Buscar ajuda não é vergonha

Quando temos uma doença, vamos ao médico; quando temos uma dor de dente, vamos ao dentista; então por que não ir ao sexólogo quando temos algum problema sexual

O tabu envolta do sexo acaba prejudicado aqueles que estão enfrentando alguma dificuldade ou disfunção, como vaginismo ou dificuldade de ereção

Assim, muitas vezes a comunicação com o parceiro (a), mesmo que muito importante, pode não ser suficiente para ajudar sob certas circunstâncias. 

Pornô não é educação sexual

A parceria entre sexo e comunicação também pode — e deve — estar presente na hora de ensinar sobre sexo para jovens e adultos. 

Caso contrario, como frequentemente acontece, a indústria pornográfica ganha o papel de educadora, perpetuando comportamentos geradores de traumas, insatisfação sexual e vício em pornografia.

Uma pesquisa online feita pela BBC, na Inglaterra, mostrou que 55% dos homens consideram os filmes pornô como sua principal fonte de educação sexual.

Como você pôde ver, sexo e comunicação é uma dupla que precisa andar sempre junta para que o tema ganhe os holofotes de maneira saudável e produtiva. 

Isso vale para casais, mídia, famílias e educadores, obviamente respeitando as nuances de cada situação. 

E caso você precisa de ajuda profissional para tratar do tema, entre em contato e marque sua consulta. 

Temos profissionais preparados para te atender com sigilo e dedicação. 

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog