Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Terapia de casal: 4 sinais de que está na hora de buscar uma

Toda relação é um trabalho em construção, não é mesmo? Seja entre amigos, familiares, colegas do escritório, é preciso zelo e atenção diariamente para fazer dar certo. O mesmo acontece entre casais: duas pessoas que escolheram dividir momentos, sonhos, dificuldades e realizações. Mas o que fazer quando as coisas começam a sair do eixo?

A terapia de casal é uma opção cada vez mais buscada por pessoas que querem resolver conflitos, buscar resoluções ou simplesmente melhorar a relação como um todo. Por ser um ambiente neutro, protegido e acolhedor, um bom terapeuta pode conduzir o casal numa jornada de autoconhecimento e aceitação.

Embora não haja um momento certo para procurar essa ajuda, alguns sinais são bons indicadores que a terapia de casal pode ser muito bem-vinda e benéfica para a relação naquele momento. Confira abaixo!

1) As brigas são constantes e inconclusivas

Desentendimentos fazem parte de toda relação. Afinal, somos seres únicos e dificilmente vamos encontrar alguém que combine conosco em todos os aspectos de nossa personalidade. Entretanto, essas diferenças não devem ser empecilhos para o desenvolvimento de uma relação saudável. Do contrário, essas nuances e distinções podem — e devem — agregar na dinâmica de convivência do casal.

Entretanto, quando os conflitos começam a ficar mais constantes e ofensivos, é sinal que algo está errado. Isso deve ser notado principalmente quando as brigas parecem não chegar a nenhuma conclusão, indo além das diferenças de personalidade e modos de pensar.

2) As atividades a dois estão cada vez mais escassas

É comum que, com o passar dos anos, um casal diversifique suas atividades e dividam mais tempo com amigos e familiares. Afinal, aquele fogo inicial tende a perder um pouco de intensidade posteriormente. Todavia, quando as atividades a dois começam claramente a ser evitadas, é hora de ligar o sinal amarelo.

Um cinema a dois, um jantar romântico, um filme embaixo das cobertas, uma viagem especial: não importa a atividade, é importante que os dois busquem tempo para elas. Portanto, se vocês já não fazem quase nada juntos, talvez seja um indício que a terapia de casal pode ajudar.

3) Os ciúmes e desconfianças são sentimentos recorrentes

Relações amorosas e ciúmes, ao menos na cultura popular, parecem estar invariavelmente conectados, não é verdade? São diversas músicas, novelas e filmes que abordam o tema. No entanto, na vida real, quando o ciúme impera no relacionamento, geralmente é sinal de algo não está bem.

A confiança é um dos principais pilares de uma relação construtiva e benéfica. Assim, quando um dos dois começa a desacreditar nas afirmações do companheiro, é hora de refletir: o que estou sentido vem de uma ideia de posse ou realmente tenho motivos para acreditar que ele ou ela está tendo um caso? A terapia vai ajudar o casal a se aprofundar e entender essas questões.

4) O sexo é uma ocasião rara e sem emoção

É claro que aquele tesão dos primeiros meses e anos tende a diminuir um pouco com o passar das estações. Entretanto, o sexo é um relevante termômetro de uma relação afetiva, e quando ele começar a desaparecer, algo deve ser feito. O mesmo vale para quando a relação sexual se torna quase uma obrigação, sem sentimento, entrega e conexão.

Como você pôde ver, existem diversos sinais que sugerem que a terapia de casal seja um bom caminho a ser percorrido. Na Sexestima você encontra profissionais treinados para ajudar você e seu parceiro, tudo com muito discrição e profissionalismo. Entre em contato e marque uma consulta.

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog