Dor e incômodo persistente durante o sexo: saiba mais sobre Vaginismo e Dispareunia

A dor e o incômodo frequente durante o ato sexual são mais comuns do que se imagina e podem afetar mulheres em diferentes idades. Essas condições dificultam não apenas a relação sexual, mas também a rotina da mulher, impedindo qualquer tipo de penetração.

O vaginismo é um problema muito presente nos consultórios de ginecologia e está associado a dor ou incômodo na própria realização dos exames ginecológicos.

Consiste em contrações involuntárias dos músculos da vagina, que acabam por impedir a penetração ou causar dores durante a relação sexual. Algumas mulheres chegam a relatar certa fobia ao toque e a introdução de qualquer coisa em sua genitália, até mesmo o próprio dedo ou o do parceiro.

Essas contrações acontecem, geralmente, devido ao medo (algumas vezes consciente, outras inconsciente) e causam um desconforto enorme nas tentativas sem sucesso de penetração. Pode também acontecer por causa de um trauma ou experiência marcante na infância ou na adolescência, em que a mulher se vê impossibilitada de conseguir a penetração, por contrair, sem conseguir controlar, os músculos da região pélvica e o canal vaginal. 

Em alguns casos, é possível verificar tensão até nas pernas da mulher, impedindo a passagem do pênis e gerando um enorme constrangimento e sofrimento em casais durante anos com a dificuldade da penetração.

Dispareunias

As dispareunias são problemas sexuais mais ligados à questões físicas e se manifestam em mulheres que, geralmente, apresentam baixa lubrificação vaginal. As principais queixas são de dor durante a relação sexual, que pode se apresentar na hora da penetração, ou de depois da penetração, mais no fundo da vagina.

Essa condição está relacionada à fase da excitação sexual ou à libido, assim como nas mulheres que possuem vaginismo parcial, condição em que a penetração não é totalmente impedida pelas contrações, mas causa dores ao ter relação sexual. 

As causas podem ser diversas, a depender: da região da vagina que está localizada a dor, se há ressecamento vaginal, se a paciente apresenta baixa dos hormônios sexuais femininos (estrogênios), muito comuns na menopausa, se há a presença de IST´s (infecções sexualmente transmissívei), hímen complacente, problemas do assoalho pélvico ou até mesmo problemas de ordem psicológica e emocional.

Como funciona o tratamento para Vaginismo?

Como é o tratamento do Vaginismo?

Quando conduzido por um sexólogo, ético e responsável, ou especialista em terapia sexual, o tratamento é breve, indolor e eficaz, em grande parte dos casos, possibilitando à mulher ter uma relação sexual saudável, prazerosa e satisfatória.

O tratamento por meio da psicoterapia para desconstruir o medo e a tensão, e através de exercícios indicados pelo sexólogo a serem feitos em casa, individualmente ou com a parceria. A técnica de dessensibilização sistemática, os exercícios de conscientização corporal e a terapia sexual tornam o tratamento leve e eficaz, ensinando as habilidades para relaxar durante o sexo, que também dão a mulher a sensação de proteção.

Tratamento da Dispareunia

O tratamento depende primeiramente do diagnóstico, que deve ser feito em conjunto com um ginecologista e com um fisioterapeuta pélvico. Isso porque essa condição exige um trabalho mais complexo, baseado em consciência corporal, exercícios de relaxamento e técnicas de Terapia Sexual e Breve, que auxiliam na dessensibilização da região dolorida, assim como no acompanhamento psicoterapêutico dos outros possíveis gatilhos para a situação. 

Nos casos em que há também a manifestação de vulvodínia (dor na parte externa da vagina), uma equipe multidisciplinar, incluindo psiquiatria e nutrição, se faz necessário para um bom prognóstico.

Se você está passando pela mesma situação ou conhece alguém que está, procure a Sexestima e conheça as possibilidades de tratamento. Estamos prontos para te ajudar!

Desde 2010 prezando pelo seu bem-estar

Conte conosco na sua busca por melhorar seu bem-estar e o do seu relacionamento.
  • Atendimento discreto e ético
  • Consultas on-line para todo o Brasil
  • Profissionais especializados
  • Diagnóstico diferencial:descubra a causa do que tem te incomodado antes de começar a tratar.

Leia mais sobre Vaginismo e outras disfunções relacionadas:

Gostaria de mais informações?