Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Para os solteiros ou para aqueles que estão separados de seus parceiros durante este período, a masturbação pode ser uma ótima maneira de encontrar o prazer sexual mesmo nessa situação.

No final de março, o Departamento de Saúde de Nova York disponibilizou um guia para a população sobre a intimidade física durante o pedido de permanência em casa, respondendo à pergunta: “Você ainda pode fazer sexo durante a pandemia do coronavírus?”. O guia deu algumas dicas de como aproveitar o sexo com segurança e evitar a disseminação da Covid-19, enfatizando principalmente que fazer sexo consigo mesmo e desfrutar dos momentos sozinhos são ainda melhores.

Muitas pessoas tem enxergado a masturbação como a única opção que restou nessa quarentena. Mas a verdade é que a masturbação deve ser mais celebrada e desfrutada! É uma forma de expressar sua sexualidade e aprender mais sobre seu próprio corpo, desejos e satisfações.

A liberação de endorfina e dopamina no organismo através da masturbação traz também outros benefícios, como alívio do estresse e da ansiedade, combate à insônia, melhora do humor, do desempenho sexual e da imunidade, alívio de cólicas menstruais, aumento da disposição e desejo sexual, entre outros.

Deve-se também tomar cuidado para não passar do ponto. A masturbação excessiva pode fazer com que o indivíduo desencadeie vícios e dificuldades durante as relações sexuais. Não deve servir para aliviar tensões, mas sim proporcionar um momento de conexão com o próprio corpo e prazer.

Aproveite este momento, com moderação, para se autoconhecer, para se explorar, descobrir aquilo que gosta e o que não gosta. Encontre novos jeitos de proporcionar uma vida sexual satisfatória e à você mesmo durante a quarentena. Se toque!

Ultimas do blog

Gostaria de mais informações?