Compulsão por Sexo

Vício e compulsão sexual

Vício por sexo é prejudicial? Saiba mais sobre a compulsão sexual

A compulsão sexual ou vício por sexo, também chamada de hipersexualidade, é caracterizada como um comportamento descontrolado em relação ao sexo. 

Geralmente acompanhada de muita ansiedade, a falta de controle sobre os desejos e fantasias sexuais acaba atrapalhando a vida da pessoa, provocando graves feridas emocionais e, em alguns casos, até mesmo físicas. 

O grande questão é que o dependente de sexo normalmente não reconhece o problema até chegar ao fundo do poço. Quando ele se encontra transando loucamente e incansavelmente com várias pessoas e se masturbando a qualquer momento que encontra a possibilidade, mesmo correndo risco de ser visto por alguém. 

Na cabeça, o pensamento é que está vivendo a vida despretensiosamente, quando na realidade, está manifestando um hábito compulsivo e autodestrutivo. O problema apenas se torna visível quando passa a afetar (e muito) sua vida profissional, social e familiar.

Quais são os sinais que indicam vício por sexo?

Alguns dos principais indícios da hipersexualidade são: masturbação excessiva, procura incessante por satisfação sexual, inclusive através de vídeos de sexo, sofrimento de ameaças e sexo com pessoas pouco atrativas. 

Uma das características mais marcantes é a ausência de satisfação, geralmente acompanhada de culpa, vergonha e fuga. Também é comum identificarmos abuso sexual na infância em pacientes com compulsão sexual.

Os sintomas podem incluir atividades sexuais repetitivas, que se tornam o foco central da vida da pessoa, a ponto de negligenciar a saúde e os cuidados pessoais ou outros interesses, atividades e responsabilidades. É comum também que esse tipo de comportamento seja continuado mesmo quando obtém pouca ou nenhuma satisfação com isso. 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a hiperssexualidade, chamada também de transtorno do comportamento sexual compulsivo, pode afetar tanto as mulheres quanto os homens. Estes representam cerca de 80% dos casos de apetite sexual excessivo, porém na terapia não há distinção do tratamento entre os diferentes sexos. 

Como Funciona o Tratamento para Compulsão Sexual?

 

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico não depende da quantidade de vezes em que um indivíduo se masturba e/ou transa por dia, mas considera a perda do controle sobre o desejo. Muitas vezes confunde-se dependentes de sexo com indivíduos com alta libido

O vício se apresenta quando a pessoa não consegue adiar a vontade. Ela faz de tudo para se satisfazer, ignorando completamente a realidade. Esse é um comportamento intenso e persistente que causa prejuízo, porque a pessoa deixa de fazer outras atividades, inclusive profissionais, em função do sexo. 

É importante frisar que o tratamento é similar ao de outras compulsões, como drogas e comida, conduzido por um profissional experiente na área da sexualidade. Os métodos consistem em reconhecer o problema, identificar onde e quando acontece a perda de controle e, através de novos comportamentos, retomar as rédeas da própria vida, por meio do autoconhecimento e autocontrole.

O tratamento funciona como um treinamento, em que aplicamos a terapia cognitivo-comportamental para auxiliar o indivíduo a perceber e questionar suas distorções de comportamento. Utilizamos diferentes estratégias e ferramentas, que são inseridas na vida para ajudá-lo a driblar suas dificuldades e entender quais são seus gatilhos psicológicos e emocionais. 

A Sexestima conta com uma equipe de extrema competência para te ajudar. Conte conosco!

Desde 2010 prezando pelo seu bem-estar

Conte conosco na sua busca por melhorar seu bem-estar e o do seu relacionamento.
  • Atendimento discreto e ético
  • Consultas on-line para todo o Brasil
  • Profissionais especializados
  • Diagnóstico diferencial:descubra a causa do que tem te incomodado antes de começar a tratar.

Leia mais sobre Compulsão por Sexo e outras disfunções relacionadas:

Gostaria de mais informações?