Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Desejo sexual deve ser sempre espontâneo?

Disfunção sexual feminina

Quando pensamos em desejo sexual, libido e tesão, geralmente pensamos em desejo espontâneo – aquele desejo/abertura ao sexo que aparece “do nada”, sem muito esforço ou contexto que faz com que a pessoa queira se engajar na relação sexual. No entanto, a motivação sexual em grande medida, não é espontânea.

De um modo geral, o desejo sexual ocorre na maioria das vezes em resposta ao início da atividade sexual, algum estímulo/contato mais próximo com a parceria, ou estímulos anteriores relacionados a sensação de bem-estar, admiração, conforto, etc. Esse desejo é conhecido como desejo responsivo. 

Entender o conceito e o funcionamento do desejo sexual responsivo é importante quando se trata de intimidade entre a parceria, principalmente, quando falamos de relacionamentos a longo prazo. 

Por que às vezes não tenho o mesmo desejo que minha parceria?

Tem momentos que uma das parcerias opte por não se envolver na atividade sexual por não se perceber com desejo naquele momento.

Embora esse sentimento seja normal e ninguém deve se sentir cobrado ou pressionado a fazer sexo se não quiser, pode haver circunstâncias em que a interação com a outra pessoa desperte o desejo e excitação.

Diante de uma situação de neutralidade (sem percepção de desejo) em que ocorre uma interação legal com a parceria, um momento descontraído, um beijo de língua despretensioso e gostoso, uma cena de filme, a lembrança de uma relação gostosa anterior, o desejo pode aparecer como resposta. 

É importante notar que o desejo sexual é uma experiência ampla, complexa e subjetiva que pode mudar com o tempo. Diferentes momentos e fases da vida possivelmente afetarão o nível de desejo sexual e a interação com o sexo e a sexualidade. Isso geralmente não é motivo de preocupação.

Além disso, o desejo sexual é multifatorial e pode ser afetado por medicamentos, alterações hormonais, algum problema de saúde, estresse, ansiedade, contexto relacional, contexto profissional, crenças e tabus relacionados ao ato sexual. 

O desejo sexual deve ser sempre espontâneo?

Considerando todos esses aspectos, seria irrealista acreditar que o desejo sexual deva ser sempre espontâneo ou que o desejo responsivo sempre surtirá efeito quando o casal tentar se envolver sexualmente.

No entanto, é útil que o casal entenda esses aspectos e, juntos, descubram caminhos possíveis para alimentar o desejo e a intimidade. 

Te relações sexuais prazerosas é uma ótima forma de alimentar e manter o desejo responsivo.

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog