Como convencer o cônjuge de que vocês precisam de terapia de casal

Como convencer o cônjuge de que vocês precisam de terapia de casal

Quando um casal precisa de ajuda para melhorar o relacionamento, a terapia, geralmente, não é primeira coisa que lhes vêm à cabeça.

No entanto, quando isso acontece, usualmente, é apenas um dois que chega com a ideia. Nesse momento, mesmo que essa pessoa já esteja convencida em trabalhar essa possibilidade, é preciso que o outro também queira fazer o mesmo.

É exatamente sobre isso que vamos falar neste post, dando dicas de como convencer o cônjuge de que a terapia de casal é uma boa opção para os dois.

Trabalhe o argumento, mas sem insistência

A primeira coisa a ser feita é abrir o jogo sobre suas intenções: fale claramente sobre essa alternativa e pergunte a opinião do outro.

É recomendável argumentar, trazendo os benefícios desse tipo de trabalho, mas sem imposição ou urgência nas colocações.

Mesmo que a ideia tenha vindo de um. a decisão de fazer a terapia de casal deve ser compartilhada por ambos.

Enumere os motivos que lhe fazem precisar de ajuda

Dificuldades de comunicação, planejamento financeiro, alinhamento de prioridades, esses são apenas alguns motivos que podem trazer uma crise ao relacionamento.

Entretanto, com a ajuda de um profissional, é possível que esses e muitos outros temas sejam abordados de forma aberta e segura.

Assim, vale falar com seu parceiro ou parceira: “tentamos resolver por nosso conta, mas acho que a terapia vai nos ajudar com este ou aquele problema…”

Diga que o profissional é imparcial

Às vezes a terapeuta foi indicação de uma pessoa próxima, ou mesmo de uma busca sua na internet e redes sociais.

Fato é que quando uma pessoa traz a pauta da terapia de casal — já com o nome de uma profissional em mente — o outro pode achar que a terapeuta vai “favorecê-la” de alguma forma.  

É preciso deixar claro que a psicóloga mediadora da terapia não se coloca como uma juíza que decide o que está certo ou errado. Portanto, existe uma total imparcialidade durante as sessões.

Fale sobre a discrição e profissionalismo da prática

Muita gente tem um pouco de receio que outros saibam que ele ou ela está fazendo terapia de casal.

Nesse caso, deve-se deixar claro que o trabalho é feito com muito discrição e profissionalismo.

Assim, ninguém além dos dois precisa saber sobre a terapia e o que passa nas sessões.

Escolha o momento certo para abordar o assunto

O momento certo de abordar o tema vai impactar diretamente como ele será recebido pelo outro.

Portanto, evite falar da terapia de casal durante uma briga ou discussão. É melhor que assunto seja abordado com a cabeça fria e conversando tranquilamente.

Provenha informações sobre a terapia de casal

Pode haver dúvidas e interpretações errôneas sobre o que é e como funciona a terapia de casal.

Assim, busque material de qualidade na internet e envie para que seu parceiro ou parceira possa se inteirar sobre o tema.

Traga o cônjuge para uma primeira sessão

O próprio psicólogo é uma ótima fonte de informação para que vocês entendam mais claramente como é a dinâmica do trabalho.

Portanto, marque um horário e use o tempo da primeira sessão para tirar dúvidas e ajudar o cônjuge a entender a importância da terapia de casal. Será um prazer recebê-los na Sexestima.

Ultimas do blog

Gostaria de mais informações?