Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Como superar um divórcio quando ele é inevitável

Aprender como superar um divórcio depende de aceitar que ele é real.

Por mais óbvio que isso pareça, há um significado importante por trás dessa afirmação.

Falaremos neste artigo a respeito do amadurecimento dessa realidade e sobre como conduzir o fim do casamento da forma mais racional possível.

Como superar um divórcio antes mesmo dele se confirmar

É claro que você não se casou pensando no dia da separação.

Possivelmente, prometeu e ouviu a promessa de “até que a morte nos separe”, por algum momento acreditou no “felizes para sempre”, mas, agora, faz mais sentido aquela ideia de “seja eterno enquanto dure”.

Um casamento chega ao fim por razões diversas – e entender o que fez a sua relação naufragar é necessário para a aceitação do término.

Por outro lado, mais importante ainda é ser um pouco egoísta nessa hora. Estamos sugerindo pensar em você e no que vai ser a sua vida a partir de agora.

Ficar preso a um relacionamento que acabou não faz nada bem.

É por isso que aprender como superar um divórcio começa antes de o fim se confirmar.

Talvez seja o último compromisso juntos, marcado pelo diálogo, pelo amadurecimento e pela aceitação de que separar é a melhor atitude para todos.

Fácil não é, mas tem solução.

Terapia de casal pode ser decisiva

Uma terapia de casal, ao contrário do que muitos pensam, não é aquele ato de desespero para salvar o casamento.

Ela funciona, sim, como um momento para os parceiros dialogarem sobre os problemas em comum em busca de soluções.

Ainda que o desejo de ambos seja manter a união, nem sempre é possível.

Não se trata de apontar culpados, de remoer o passado ou de abrir feridas que já pareciam curadas.

Sessões de terapia cognitiva-comportamental podem iniciar com o objetivo de reconstruir a relação, mas o casal é que conclui que o correto é mesmo encerrá-la de forma saudável.

Isso não é possível quando um casamento acaba com brigas, discussões, processos judiciais e todo o tipo de situação traumática.

Havendo ou não filhos em comum, essa racionalidade que encaminha uma decisão madura é esperada de pessoas adultas.

Como nem sempre é fácil lidar com as emoções, a terapia entra em cena para oferecer ao casal momentos de autoconhecimento.

O papel do terapeuta não é dizer o que deve ser feito, mas oferecer as condições ideais para que os parceiros alcancem essa conclusão.

Quando buscar auxílio profissional?

Se você chegou até este artigo com a ideia de superar um divórcio, possivelmente, a separação já tenha ocorrido.

Por outro lado, há arestas a aparar, algumas feridas abertas e sentimentos confusos.

Ainda que seja apenas no seu inconsciente, sempre sobra uma pontinha de esperança, talvez uma dúvida: e se tentarem mais uma vez?

Pendências nunca fazem bem, mas decisões precipitadas também em nada ajudam.

Que tal se permitir encontros com o acompanhamento de profissionais?

Em Belo Horizonte, a Clínica Sexestima é uma opção segura e confortável para o casal conversar, ter uma real compreensão do momento e decidir pelo seu futuro com tranquilidade.

Se não há como evitar o divórcio, que ele possa ser enfrentado e superado de forma madura e saudável.

Visite o site e conheça o serviço de terapia de casal da Clínica Sexestima.

Se desejar, faça contato conosco para saber mais a respeito.

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog

×