Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Comunicação entre o casal: quanto mais evitamos menos felizes somos

Esse deve ser o assunto mais trabalhado no consultório de sexologia e de terapia de casal.

É importante sabermos que não fomos treinados nem educados para nos comunicarmos, principalmente nas relações desiguais entre homens e mulheres.

O homem não fala sobre finanças, sobre seus problemas individuais muito menos suas fragilidades.

Já a mulher não pode reclamar de cansaço, do estresse diário com os filhos, da jornada dupla ou tripla. E ainda tem que agradecer e servir, além de contribuir com as contas da casa.

Afinal, o que é uma comunicação funcional? Qual o papel de cada um na relação?

Nesse artigo veremos mais sobre esse assunto.

A assertividade é o que mais trabalhamos nas consultas com nossos pacientes seja individualmente ou em casal.

Mesmo num tratamento de alguma questão sexual a comunicação é muito trabalhada pois precisamos saber pedir e não cobrar, saber apoiar e da suporte e não colocar a culpa quando a responsabilidade é o mais adequado.

Ambos têm direito a se manifestar e emitir suas opiniões, mas é preciso levar o outro em consideração. É preciso ter empatia.

Uma comunicação que funciona é aquela que tem o foco na solução e não no problema. É aquela que pensa no todo e não em um único ponto. É aquela que é capaz de assumir os próprios erros e defeitos e que busca uma maneira de melhorar as coisas juntos.

Na comunicação assertiva tudo pode ser dito, com cuidado, carinho e respeito pelo outro. É onde os ouvidos não estão tampados e a língua não tem espinhos.

Os casais precisam aprender a se comunicar para que situações que não são fáceis de resolver se tornem pelo menos mais leves. Um piano fica muito mais leve de se carregar quando se divide o peso.

Falar e escutar são características humanas pouco trabalhadas, não sabemos falar “não” porque não gostamos de escutar “não”. Mas pensar junto multiplica enquanto divergir separa, divide.

Retirar as armaduras, os escudos e as espadas são o primeiro passo para que possamos ouvir e falar sem ferir, sem se defender.

Quando o foco é a solução do problema, tudo que for dito, se for dito com cuidado pode ser funcional.

O problema são as agressões verbais, os gritos, discussões “disco arranhado”, cobranças sobre o comportamento do outro, apontamentos sem olhar para si mesmo.

Mas existe uma solução para isso e a terapia de casal pode ajudar. Existem técnicas da psicologia que podem ajudar um casal a se comunicar, que podem mediar os conflitos.

Na Clínica Sexestima temos o serviço de terapia para casais em crise, com conflitos incessantes que ocorrem há tempos sem solução.

Se você se identifica com esse texto pode entrar em contato conosco clicando aqui que teremos o prazer em ajudar.

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog