Muito além do BBB: Dificuldade de ereção e ansiedade

Até quem não acompanha o #BBB2020 hoje dá notícia do que aconteceu (ou não aconteceu) entre dois participantes “debaixo do edredon”.

 

O assunto foi um dos mais comentados no Twitter e outras mídias sociais, mas os memes e piadas das redes digitais ignoram algumas considerações importantes: mais de R$15 milhões de brasileiros têm ou já tiveram problemas de ereção, sendo que um em cada quatro casos são de adultos com menos de 40 anos.

 

E a causa, na grande maioria das vezes é de ordem psicológica.

 

No caso do reality show, a cobrança por desempenho, além do constrangimento da exposição, inevitavelmente potencializa as dificuldades para se ter uma ereção satisfatória, por mais que tenha desejo sexual (uma coisa é distinta da outra).

 

E não é só no BBB que isso acontece; são milhares de edredons no Brasil inteiro que testemunham cena semelhante, sendo que, infelizmente, são ainda limitados os casos em que o homem busque tratamento adequado, que nem sempre (ou quase nunca, nos casos dos jovens) deve ser medicamentoso.

 

Mesmo nos casos em que pode ser recomendado o uso de algum medicamento (quando há alguma questão fisiológica a ser tratada), o tratamento psicoterápico é fundamental, com abordagem que promove redução da ansiedade de desempenho, contextualização do sexo e do comportamento e ajuste da forma como se percebe e se interpreta o sexo.

 

Se você tem um amigo que está passando pela mesma situação que o Big Brother passou, procure a Sexestima e conheça as possibilidades de tratamento, sem remédio e com chances efetivas de sucesso.

Ultimas do blog

Gostaria de mais informações?