Sexestima - Sexologia e Terapia de Casal e Sexual

Quero me separar e não tenho coragem: um dilema que tem solução

quero me separar mas tenho medo - um dilema que tem solução

“Quero me separar e não tenho coragem”. Essa é também uma preocupação sua no momento?

Dar um fim no casamento, de fato, não é um passo fácil.

Mas há formas de conduzir o assunto com menor sofrimento – e é sobre isso que vamos falar ao longo deste artigo.

Quero me separar e não tenho coragem: o que fazer?

Você começa a pensar sobre o casamento, percebe que os momentos recentes não são agradáveis e chega a uma conclusão: quero me separar e não tenho coragem.

Outros dilemas parecidos incluem “quero me separar, mas não tenho pra onde ir” ou “quero me separar, mas não tenho dinheiro”.

São queixas comuns entre pessoas que não veem mais sentido na relação, porém se percebem dependentes dela.

Em resposta, se apegam à falta de coragem, aos filhos pequenos e a possíveis dificuldades impostas pela separação.

Só que o casamento visto como prisão passa longe do saudável, seja qual for a razão para isso.

Como dito no início do texto, existe um caminho mais saudável e de menor sofrimento para conduzir o processo.

As etapas a seguir podem ajudar você nesse momento.

Compreenda o conflito dentro de você

Você acredita que quer se separar, mas que não tem coragem para isso.

Na mesma frase, tem o sim e o não. É óbvio que há um conflito importante aí, pois são sentimentos incompatíveis.

Inicialmente, é preciso amadurecer tudo isso, compreendendo as razões que levam você a cogitar a separação.

São as brigas? O relacionamento desgastado? Parece faltar algo na sua vida? Há sonhos presos ao papel e não realizados?

De outro lado, reflita: o que você espera ganhar com o término do casamento? Liberdade, um novo amor e uma mudança de vida são respostas possíveis.

Evite a impulsividade que leva ao arrependimento

Não adianta você pensar “quero me separar e não tenho coragem” e essa coragem surgir em um momento de fúria, como durante uma briga.

Acredite: decisões impulsivas para o fim de um relacionamento só levam a mais sofrimento.

O ideal é que a separação seja fruto de um planejamento – não apenas seu, como veremos na próxima dica.

Reconheça e valide os sentimentos do outro

Você quer se separar, mas e o parceiro ou parceira? O que pensa e sente?

Não há como saber se vocês não conversam a respeito, certo?

Isso não quer dizer que seja necessário abordar o assunto divórcio diretamente, mas um casal que não mantém um diálogo permanente não é capaz de reconhecer os sentimentos da outra parte.

Ouvir e ser ouvido é um componente fundamental para conduzir esse processo.

Faça da separação uma construção conjunta

Conforme o casal conversa com sinceridade e transparência, ele amadurece a decisão a ser tomada.

Em conjunto, talvez confirme que se separar é o melhor caminho para ambos.

Ou, por outro lado, que tudo aquilo que motivava o desejo do divórcio pode ser superado e que ainda há amor e o desejo de manter a relação.

Seja qual for a escolha, é na terapia de casal que se encontra o ambiente perfeito para essa construção.

Com a condução de um psicólogo especialista no tema, as sessões oferecem o suporte necessário para que os parceiros encontrem a solução mais adequada para ambos.

A solução para uma decisão madura

Você chegou a este artigo pensando: “quero me separar, mas não tenho coragem”. Ao longo do texto, descobriu que a solução não passa exatamente por desenvolver essa coragem, mas amadurecer a ideia da separação.

Com o apoio da terapia cognitiva-comportamental, o casal adquire maior compreensão sobre os sentimentos envolvidos e, assim, maior embasamento para a tomada de decisão.

Se o futuro vai ser juntos ou separados, o importante é buscar o consenso com harmonia.

Na clínica Sexestima, você encontra o suporte que precisa para dar esse passo.

Visite o site, conheça o serviço de terapia de casal e faça contato conosco.

Coloque a sua felicidade como prioridade máxima.

 

terapia sexual
Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

Sexestima - Clínica de Sexologia e Terapia de Casal

A Sexestima é uma clínica de atendimentos psicológicos em sexologia e terapia de casal. Na Sexestima você irá desenvolver novas habilidades para alcançar seus objetivos no relacionamento conjugal e sexual.

Ultimas do blog